quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Windows vCenter Server ou VCSA? Qual deles utilizar??

                 

Uma das principais questões feitas por aqueles que estão iniciando um projeto de virtualização utilizando VMware vSphere ou atualizando para uma nova versão está relacionada com qual versão do vCenter Server deve ser utilizada.

Até o lançamento da versão vSphere 5.0 essa questão simplesmente não existia pois a única forma de utilizar o Virtual Center Server era instalando-o em uma máquina Windows. A partir de então, com o lançamento do VCSA (vCenter Server Appliance), os arquitetos/administradores passaram a ter uma segunda opção, obrigando-os a considerar quais as vantagens e desvantagens de cada uma das opções para escolher aquela que melhor se encaixa em determinado projeto.

Se você reparar bem no parágrafo anterior, vai perceber que a resposta para a pergunta em questão é a mesma de muitas outras quando o assunto tem a ver com o planejamento e a escolha de uma determinada configuração: “Depende!”.

Depende, porque cada caso é um caso! E é exatamente esse o trabalho de um arquiteto quando está desenvolvendo determinado projeto. É preciso avaliar a necessidade daquele ambiente e com base nas características que cada uma das opções oferece, optar por aquela que melhor atende aos requisitos estabelecidos anteriormente.

Abaixo vou levantar algumas perguntas que podem ser feitas para ajudar a defeinir qual das opções utilizar:

- O vCenter Server será físico ou virtual??
Dependendo da resposta aqui fica fácil de saber se devemos utilizar a versão para Windows ou o VCSA. Caso tenha optado por utilizar o vCenter Server em uma máquina física, então a única opção que você tem é a de instalar a versão para Windows. Até o momento não existe uma versão do Virtual Center que possa ser instalada em um servidor Linux. Se você optou por utilizar o vCenter em uma máquina virtual, o seu “dilema” continua...

- Quais as funcionalidades não estão disponíveis no VCSA??
Desde o seu primeiro lançamento (na versão vSphere 5.0) o appliance virtual já evoluiu bastante e oferece suporte a maioria das soluções que se integram com o vCenter Server, como por exemplo o vCloud Director, vCenter Operations, VMware SRM, Update Manager e etc. Mas ainda assim existem algumas coisas que ainda não funcionam com o VCSA, são elas: Linked Mode, vCenter Server Heartbeat, IPv6 e o suporte ao MS SQL como banco de dados. Portanto se você precisar de alguma dessas opções, terá de utilizar a versão para Windows.

- Qual o tamanho do ambiente a ser suportado??
O banco de dados que vem junto com o VCSA (vPostgres) é capaz de suportar até 100 hosts e 3000 VM’s. Se o seu ambiente é maior do que isso, você ainda tem a opção de conectar o VCSA a um banco de dados externo, porém o único suportado até o momento é o Oracle. Portanto se você possui um ambiente maior que 100 hosts e/ou 3000 VM’s e não possui a opção de utilizar um banco de dados Oracle, também terá de optar pela versão Windows.

- Conhecimento e suporte a um sistema operacional Linux (SUSE)?
Não são todos os ambientes que possuem um profissional com bons conhecimentos em Linux. Apesar de não ser algo rotineiro ter de acessar a console do VCSA para executar comandos na linha de comando do appliance, na hora de fazer um troubleshoot esse conhecimento pode ser importante. Além disso é importante levar em consideração alguns aspectos operacionais do ambiente que podem ser impactados com a utilização do appliance, como por exemplo a política de atualização do sistema operacional, a instalação de agentes de terceiros ou então os requisitos de backup do banco de dados.

- Limitação de licenciamento Windows?
Um dos fatores que podem contribuir para a utilização do VCSA é o fato de não exigir uma licença para o Windows como a versão instalável. Então se você não possui uma licença Windows ou então se as questões levantadas até aqui não impedem você de utilizar o VCSA, vá em frente com o appliance.

É importante lembrar que apesar de o Update Manager ser suportado pelo VCSA, o mesmo não pode ser instalado no appliance virtual e continua dependendo de uma máquina Windows. Assim como o VMware View Composer, que antigamente era obrigado a ser instalado na mesma máquina que o vCenter Server, mas que agora pode ser instalado em uma máquina separada, porém com Windows.

 - A complexidade da instalação da versão Windows é um problema??
Em ambientes e organizações menores, a facilidade com que o VCSA é configurado pode ser considerado um diferencial na hora de escolher entre uma das versões, principalmente por conta da dificuldade técnica que a instalação da versão Windows pode apresentar para essas organizações.

Bem, como você reparou são vários os fatores que devem ser levados em conta ao decidir entre uma versão ou outra. O vCenter Server Appliance é uma solução extremamente robusta e pode sim ser utilizada em grandes ambientes, desde que todos o requisitos e necessidades sejam atendidas.

5 comentários:

  1. É possível sincronizar o VCSA com Active Directory?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodrigo, se estiver falando da sincronização para fazer o logon no vCenter com as contas do AD, funciona da mesma forma que o Windows vCenter. Dê uma olhada nesse post aqui: http://vmwarebrasil.blogspot.com.br/2014/01/configurando-o-vcenter-server-55-para.html

      Excluir
  2. Parabéns pelo blog.
    Estou cursando VMware pelo curso adv, www.cursoadv.com.br.
    Gosto muito do programa ele possui recursos muito uteis.
    Recomendo a todos.

    ResponderExcluir
  3. Patrick Izalberti Pereira25 de setembro de 2014 09:07

    Tenho um ambiente com varios VMWare EXSI 5.5 posso utilizar apenas uma licença do VMWare vCenter para gerencia-los?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com uma única licença do VMware vCenter você pode gerenciar até 1000 hosts ESXi, desde que estes também estejam licenciados. Não é possível utilizar o vCenter Server para gerenciar a versão free do ESXi.

      Excluir